segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

O regabofe das colocações dos médicos

Quatro décadas depois do 25 de Abril há corporações que continuam a bloquear a sociedade e a dificultar a qualidade de vida da população.

Por estes dias os média voltam a colocar em relevo a falta de médicos no interior e algarve.

Ora vejamos, dos vários corpos públicos, juízes, PSPs, GNRs, Professores... é tudo colocado por concurso público de aceitação obrigatória, à exceção, claro está, dos médicos. E pergunta-se como? não tenho resposta.

Dos quadros superiores públicos, a formação  em medicina é a mais cara; várias vezes mais cara que qualquer outra. Ou seja, na formação de um médico, o estado (todos nós) podemos investir várias dezenas de milhares de euros, e esse profissional, no fim da formação pode ir fazer dinheiro para outro país ou ingressar no serviço privado, sem nada ter contribuindo a quem lhe pagou a formação.

Os indivíduos formados nas academias militares têm de dar cinco anos ao estado, mesmo os de medicina.

Ora, volto a perguntar: como é este estado de coisas possivel?

Como é que o interesse de uma corporação se consegue sobrepor ao interesse nacional numa área fundamental? o acesso à saúde.

Os estado  gasta fortunas em programas de aliciamento à fixação de médicos, combate a listas de espera e bancos de urgência. As empresas de subcontratação de turbo-médicos fartam-se de faturar. Ou seja, estamos todos fartos de pagar, mas a coisa não muda.

Os bastonários dos médicos, até irrita pela carga de demagogia com que fala da situação. Que eu saiba, entre outras, uma ordem serve para defender a qualidade do serviço numa profissão. A dos médicos não: a principal bandeira tem sido bloquear a formação de médicos para fazer subir o custo do trabalho ou então minar tudo com propaganda para aumentar a margem negocial junto do governo. E, como se sabe, sendo a saúde um tomba ministros, o poder da classe é grande.

Vamos ver até quando dura o regabofe.

PS- A critica não é ao médico, pois a maior parte são excelentes profissionais. O problema é o sistema que está mal formatado e não serve os interesses do país.

Read more...

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

PSI - Portugal Sem Investidores

Em Portugal o que se passa com o mercado de valores mobiliários é uma vergonha. A desregulação é total, os pequenos investidores não têm proteção nenhuma, uma vez que nem têm acesso a informação, nem são protegidos pelo regulador.

Como é possível uma empresa fazer aumentos de capital, cotando as novas ações a um preço ridiculamente abaixo do valor à data, ou real. Muitas têm-no feito, só para citar exemplos: sonae industria e BCP.

O aforro que pequenos investidores fizeram na bolsa portuguesa, esvaiu-se, nalguns casos escandalosamente. O Rei vai nú e o povo é sereno.

Por isso, as empresas bem podem esquecer o financiamento em bolsa. Isto por cá é uma farsa total, de onde os fundos estrangeiros se puseram a milhas, os pequenos faliram e não voltam a entrar, e, à falta de melhor, os angolanos e chineses compraram a patacos.

É o país que temos.

Read more...

A procissão ainda vai no adro

Donald Trump nunca acreditou chegar a presidente. Mas chegou. Posto isto, verificamos um narcisismo exacerbado, por aquilo que ele julga ser uma vitoria pessoal do self made man. Acontece que a casa branca não é a Trump Tower, nem os cidadãos americanos são seus subitos empregados.

O estilo arrogante, cheio de populismo, contradições e lugares comuns, é uma mistura explosiva. Pode ter tido um resultado tangente num festim eleitoral, mas não chega para fazer um caminho num pais com tantos contrapesos democraticos.

Por esta altura os mass média têm gasto rios de tinta sobre o assunto e há posições para todos os gostos, sendo que os pró-trump portugueses são muito mitigados, sabe-se lá porquê.

Mas, a guerra que está prestes a começar contra Trump será mais dura e com maiores consequências, e é aquilo a que na américa se chama o impedimento/impeichement. O primeiro processo num tribunal federal já saiu, e tem que ver com uma alegada promiscuidade entre os negócios do sr. e o seu cargo publico. Acredito que outros virão, tudo bem apimentado com os movimentos sociais anti-trump (feministas, multiculturalistas, extremistas, anarquistas...)

A procissão ainda vai no adro.

Read more...

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

A partir de agora há condições para clarificar melhor a nossa história recente

Morreu Soares. As cerimonias fúnebres decorrem. Ficará na história do pais. O seu principal mérito foi, depois de uma ditadura de direita, evitar que caíssemos numa ditadura de esquerda, apoiada pela URSS.

Decorrente do processo, aderimos à NATO e à CEE. Foi o melhor rumo que tínhamos. Foi acertado.

A partir de agora é possível clarificar melhor alguns períodos da nossa história.

Uma coisa que nunca percebi e nunca vi discutida foi o real papel de Soares na descolonização. Muitos acusam-no de responsabilidade numa descolonização apressada e desfavorável aos interesses dos colonos, e, como se sabe, sendo apressada, também foi desfavorável aos colonizados que emergiram em gerras civis.

Parece claro que o MFA foi o orquestrador da descolonização ( pelo menos tinha o real poder), com Melo Antunes na sombra a ultrapassar Spinola. Mas se assim foi, porquê Soares, nunca quis discutir abertamente o assunto?

Melo Antunes dirá depois que Soares, teve interesse em branquear algumas partes, para obter dividendos/liberdade politica futura. Julgo que a a partir de agora, haverá condições para clarificar mais algumas passagens da nossa história recente.

Read more...

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Presépios por Argivai










Read more...

  © Blogger templates The Professional Template by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP